Contador de Visitas

Visitas

quinta-feira, 26 de março de 2015

Venda da lagosta teve queda de 95%

Pescadores reclamam grande queda no período pós-defeso em decorrência da pesca irregular e predatória, que cresceu nos últimos anos

praia de redonda
Na Praia de Redonda, os barcos estão parados em função do defeso
FOTOS: ELLEN FREITAS
Icapuí. Pescadores da Praia de Redonda, neste município, estão acompanhando preocupados a queda na captura de lagosta durante os seis meses em que sua pesca é permitida. Nos últimos sete anos, o volume de vendas do crustáceo no primeiro mês pós-defeso caiu 95%, isso porque, segundo eles, está faltando lagosta para comercialização.
O motivo da queda brusca, segundo conta o pescador Francisco de Assis da Silva, 55, é a falta da lagosta no mar, que, segundo ele, é uma consequência da pesca ilegal e predatória, que se prolonga durante todo o ano, não respeitando o período de defeso para reprodução do crustáceo, bem como a utilização de artifícios proibidos para sua captura, como o uso de compressores. "Se o pescador não deixar a lagosta se reproduzir no defeso, vai diminuir a pesca quando ela é permitida. Isso a gente vem vendo que tá acontecendo muito rápido nos últimos anos", afirmou.
Como comparativo da queda da renda para a comunidade, que vive essencialmente da pesca artesanal, Francisco conta que, em 2007, considerado por ele o último bom ano de captura, os pescadores lucravam, em média, R$ 5 mil no primeiro mês pós-defeso, e que, nos meses seguintes, era normal diminuir o lucro com a pesca. "Depois que termina o defeso, o primeiro mês é sempre muito bom, no caso, junho. O pessoal voltava com muita lagosta pra casa e faturava, em média, uns R$ 5 mil. Nesse tempo, o pessoal comprava um carrinho, uma moto, era fartura. Mas, em junho do ano passado, o mês todinho, eu só consegui com a venda de lagosta R$ 250, não compensou nem o gasto que eu tive pra ir pro mar", lamenta.
A situação tem preocupado toda a comunidade, que não vê mais na atividade a principal fonte de renda. No período de defeso, os pescadores vão ao mar semanalmente em busca de peixe para subsistência, e o que sobra é comercializado, garantindo algum recurso. Além disso, todos os pescadores recebem o seguro defeso em parcelas mensais, na quantia de um salário-mínimo, em número equivalente ao período de paralisação. "Esse dinheiro tem rendido pra nós mais do que a venda da lagosta", ressalta Francisco.
Como uma forma de garantir a perpetuação da atividade em condições para comunidade, bem como para o equilíbrio da reprodução da espécie no ambiente, a comunidade propõe uma fiscalização mais rigorosa no mar, o que segundo eles, não vem acontecendo.
Segundo um dos integrantes do Sindicato de Pescadores e Pescadoras Artesanais do Município de Icapuí, Tobias Soares, 34, é necessário que, além da fiscalização de estoque feita pelo Ibama na casa dos pescadores, haja uma busca de embarcações em alto mar para reprimir a pesca ilegal. "Esse é um alerta que a gente já vem fazendo há muito tempo. Houve várias brigas entre comunidades por conta disso. Alguns vão pro mar no defeso, outros não concordam. Então a gente precisa dessa fiscalização mais efetiva", esclareceu.
Além disso, ele conta que outra proposta é fazer a moratória, ou seja, a proibição da pesca da lagosta durante quatro anos. "Nós estamos enfrentando uma crise. Se o governo não olhar pra isso e proibir a pesca da lagosta para que ela possa se recuperar, o problema vai ficar ainda maior", acrescentou.
Eficiência
O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) disse que a estratégia adotada pelo órgão para a fiscalização do período do defeso da lagosta, por ter demonstrado eficiência, tem incomodado os pescadores que insistem na pesca predatória. Segundo o chefe da Divisão Técnica do Ibama no Ceará, Rolfran Cacho Ribeiro, o trabalho de visitar casa a casa dos pescadores, a fim de checar os estoques do produto, gerou insatisfações em áreas onde não havia uma ação mais ostensiva para coibir a captura ilegal.
Rolfran explicou que, no atual período, não é adequada a fiscalização em alto mar, embora o órgão disponha de barco com capacidade para navegar. A visita domiciliar confere se há produção recente, que é aquela resguardada por lei para defender a procriação da espécie por ocasião da desova. Ele lembrou que, somente na semana passada, foram apreendidos 96 Kg de lagosta em Icapuí, inclusive sendo algumas ainda ovadas.
"Essa maneira de trabalhar tem incomodado aqueles que estavam mais habituados a burlar nossa vigilância. Não é o momento, de ir ao mar e sim fazer o trabalho em terra, que inclui, além daqueles que praticam a pesca artesanal, os aeroportos e portos", disse Rolfran. Conforme explicou, essa vistoria foi intensificada nos principais centros produtores, que incluem, além de Icapuí, os municípios de Itarema e Acaraú, ambos no litoral Oeste do Estado.
O Ibama dispõe de 40 fiscais para a vigilância nos 540 Km do litoral cearense. O barco disponível tem a capacidade de ir até 50 milhas da costa, mas o órgão vem estudando outras alternativas de fiscalização, com o uso de embarcações ligeiras. "O problema na queda produção não é tanto pela fiscalização, mas sim pelo esforço da pesca, que se amplia nos últimos meses de vigência do defeso", afirmou.
Ellen Freitas
Colaboradora  
Fonte; Diário do Nordeste

quinta-feira, 19 de março de 2015

Jornalismo tendencioso ameaça sobrevivência do sistema Globo

Por J. Carlos de Assis - do Rio de Janeiro
Rep/Web
Globo caminha para a quebra. Se isso acontecer será culpa quase exclusiva de seu Departamento de Jornalismo. É que se alguém quiser se aproveitar da situação para comprar aGlobo encontrará a seu favor o mais arrogante, mais pretensioso, mais insolente grupo de “formadores de opinião” como nunca se viu antes na história deste país, e com poderes ilimitados. Isso porque os donos são ausentes ou incompetentes, e nada trava a libertinagem televisiva e jornalística que se enfia goela baixo do cidadão daqui e do exterior, todos os dias, num exercício jamais observado de manipulação política pela via da emoção.
Há dois patamares no caminho da Globo para o fracasso. O primeiro é o Jornal Nacional, ligeiramente mais discreto na sua cruzada diária pela desinformação. Conduzido por William Bonner, que lembra um propagandista de sabonete, traz sempre uma mistura bem preparada de fatos e emoção direcionada para a busca de telespectadores a qualquer custo, mesmo quando esse custo significa subverter a verdade. A distorção a favor dos ricos é limitada apenas pelo medo de perder audiência no horário nobre, na medida em que grande parte dela é de famílias pobres beneficiárias dos programas sociais do PT.
É no Jornal da Globo, contudo, que os noticiaristas e comentaristas da Globo saem do armário. Aí a manipulação da opinião pública passa a ser um jogo aberto. Começa com a figura burlesca de William Waack anunciando todas as pragas do Egito sobre o Brasil. Ele tem, como o JN, prazer em noticiar tragédias, coisas que comovem. Mas, com muitos graus de emoção sobre o Jornal Nacional, despeja na audiência, formada sobretudo por gente de classe média que não tem compromisso com horário no dia seguinte, o que essa audiência enviesada quer ouvir na sua sanha lacerdista de apelos hipócritas contra a corrupção.
Mas William Waack é um casca grossa: manipula o noticiário de acordo com suas preferências pessoais, acrescentando ao sabor da notícia deformada esgares de palhaço de circo. Cabe a Sardenberg um papel aparentemente mais sutil, como me observou Jânio de Freitas, o maior jornalista político do Brasil em atividade, já que ele é mais venenoso por divulgar os conceitos da economia política favoráveis aos ricos dentro de uma carcaça insidiosa de neutralidade técnica, como todo bom charlatão. Ele agrada aos poderosos e ao mesmo tempo engana os pouco pobres que resistem a assistir a tevê até de madrugada.
O Jornal da Globo tem, portanto, uma interação intelectual e moral afetiva com ricos e poderosos. Sua eficácia, conforme Marx, está no fato de que a ideologia da sociedade é a ideologia da classe dominante. Quando a classe dominante dispõe inteiramente da mídia, sem concorrência – porque, no campo da ideologia, a quase totalidade dos maiores jornais, revistas e tevês está do lado e de mãos dada com uma direita sórdida e indiferente aos destinos da sociedade -, o campo político fica inteiramente aberto, inclusive para golpes brancos.
Poderia continuar enchendo laudas e laudas de adjetivos conta a dupla do Jornal da Globo e contra outra dupla igualmente perniciosa para a democracia, os comentaristas do jornal Globo Míriam Leitão e Merval Pereira. Este não merece muita tinta, porque é apenas ignorante – na acepção semântica da palavra. Míriam, porém, como Sardenberg, é astuta. Passa a ideia de que sabe economia, quando o que realmente sabe é identificar economistas de direita, como ela, e dar-lhes espaço franco em sua coluna diária e sórdida Globo News.
O noticiário econômico brasileiro, de jornal e de tevê, está dominado por entrevistas e artigos de economistas de banco. Galbraith, com sua fina ironia, dizia que não se sentia à vontade para acreditar em opiniões econômicas de quem tem interesse próprio em jogo. A rede Globo e os jornalões, assim como as revistas semanais (exceto Carta Capital), apoia seu noticiário econômico em economistas de banco com o maior descaramento. Assim, são os economistas de banco que estão fazendo a cabeça de milhões de brasileiros sobre economia.
Trabalhei anos na editoria econômica do Jornal do Brasil, de que fui subeditor, e jamais entrevistei um economista de banco. Trabalhei anos como repórter econômico da Folha de S. Paulo e jamais entrevistei, para publicação, um único economista de banco. Agora são esses economistas que dominam o noticiário econômico com seus próprios interesses. Acaso é esse tipo de liberdade de expressão e de opinião publicada que interessa ao Brasil? Ou é o momento em que se deve pensar em dividir o monopólio do Globo e fomentar um novo jornal no Rio para o Brasil?
P.S. Não é do meu estilo fazer ataques pessoais. Entretanto, o Sistema Globo foi dividido em três capitanias, uma para cada herdeiro, e as capitanias em sesmarias, cada uma sob o comando de um jornalista no caso do Departamento de Jornalismo. Assim, não adianta falar, quando se trata de formação de ideologia, de um sistema global. É preciso identificar pessoalmente os donos das sesmarias jornalísticas, como procurei fazer. Não fosse tão grande o Sistema Globo, amainaria minhas críticas. Como é grande demais, e eu muito pequeno, pode perfeitamente suportar o choque!
*Jornalista e economista, doutor em Engenharia de Produção pela Coppe/UFRJ, autor de mais de 20 livros sobre a Economia Política brasileira, dos quais o último é “A Razão de Deus”.

J. Carlos de Assis,   é Jornalista e economista, doutor em Engenharia de Produção pela Coppe/UFRJ, autor de mais de 20 livros sobre a Economia Política brasileira, dos quais o último é “A Razão de Deus”.
Fonte:http://correiodobrasil.com.br/

Cid Gomes pede demissão do cargo de Ministro

 A demissão de Cid foi proferida no Plenário da Câmara pelo presidente Eduardo Cunha (PMDB-RJ)



O ex-governador do Ceará, Cid Gomes (Pros), apresentou à presidente Dilma o pedido de demissão do cargo de Ministro da Educação nesta quarta, 18.
Cid solicitou o abandono do cargo logo após se retirar da sessão geral da Câmara dos Deputados sobre esclarecimentos às acusações de "achaque" por parte de parlamentares ao Governo dilmista.
 "A minha declaração na câmara, é obvio que cria dificuldades para a base do governo. Portanto, eu não quis criar nenhum constrangimento. Pedi demissão em caráter irrevogável".
 A demissão de Cid foi proferida no Plenário da Câmara pelo presidente Eduardo Cunha (PMDB-RJ). "Comunico à Casa o comunicado que recebi do chefe da Casa Civil comunicando a demissão do ministro da Educação, Cid Gomes", disse Cunha. Durante discurso, Cid chegou a apontar o dedo ao presidente da Câmara acusando-o de ser um dos "achacadores".
O Palácio do Planalto distribuiu nota oficial dizendo que "o ministro da Educação, Cid Gomes, entregou nesta quarta-feira, 18 de março, seu pedido de demissão à presidenta Dilma Rousseff". A nota diz ainda que a presidente Dilma "agradeceu a dedicação dele à frente da pasta".

Redação O POVO Online

quarta-feira, 18 de março de 2015

PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DEFINE METAS E ESTRATÉGIAS DE APRENDIZAGEM

A definição de metas e estratégias para uma educação de qualidade é o ponto principal do Plano Municipal de Educação (PME), em fase de construção pela Secretaria de Educação e Cultura de Icapuí. A elaboração do documento base é conduzida por Clotenir Rabelo, Diretor do Departamento de Educação Básica, em conjunto com a equipe pedagógica do município. Em entrevista concedida à Educativa FM, Clotenir falou da importância do instrumento para a implantação de políticas públicas na área da educação. O plano contempla um período de dez anos, envolvendo uma série de estudos e projeções em consonância com as instâncias estaduais e federal envolvidas com o assunto. Confira os principais pontos da entrevista a seguir:
Clotenir
O PME é um Instrumento de planejamento educacional, desenvolvido de forma colaborativa entre as entidades municipais, estaduais e federal. O plano fará um diagnóstico da educação e apontará metas e estratégias, podendo inclusive reformular a grade curricular, com aplicabilidade prevista para os próximos dez anos.  Segundo Clotenir Rabelo, Icapuí já tem vasta experiência em produção de Planos de Educação. O último realizado teve seu encerramento no final de 2013. Em setembro de 2014 foi iniciada a elaboração de um novo Plano Municipal, integrando a política nacional de valorização da educação.
O processo de elaboração do PME consta da criação de comissões que atuam em diferentes frentes: internas, divulgação, articulação e mobilização das áreas envolvidas com o processo de aprendizagem. Essas comissões são formadas por professores, diretores, técnicos, assessores, conselhos municipais e todos envolvidos com a Educação. As questões levantadas resultarão em um documento base, composto de 20 metas e suas respectivas estratégias a serem implementadas. O documento será apresentado ao Conselho Municipal de Educação e posteriormente em uma Conferência, prevista para maio deste ano, onde serão debatidos o teor e, se necessário for, feitas as devidas alterações.
O passo seguinte será a transformação do Documento Base em Projeto de Lei a ser enviada à Câmara de Vereadores de Icapuí, sendo posta em votação e, consequentemente, convertida em Lei Municipal, em caso de aprovação.
Vale ressaltar que o Plano é imprescindível para a vinda de recursos e aprovação de projetos educacionais, pois todas as ações dos Governos serão baseadas nesta Lei. A previsão para conclusão do Plano Municipal de Educação é até o fim de 2015.
Fonte:http://www.icapui.ce.gov.br/

terça-feira, 17 de março de 2015

O icapuiense Gilberto Carvalho receberá título de Cidadão Morossoroense

Por iniciativa do vereador Lucélio Guilherme do PTB e com amplo apoio do colegiado da Câmara de vereadores de Mossoró-RN, o advogado Icapuiense Gilberto Carvalho  receberá neste dia 16/03, segunda feira, às 16:00 horas, no Teatro Municipal Dix-huit Rosado oTítulo honorífico de Cidadão Mossoroense. Gilberto Carvalho é filho de Epitácio Carvalho e Maria Zuleide de Carvalho de Melancias de Baixo em Icapuí-Ce.

Aos 51 anos de Idade e 36 anos de atuação em Mossoró, Gilberto Carvalho  sempre teve sua participação ativa na cidade de Mossoró, para sobreviver antes de se formar na antiga FURN, trabalhou como comerciante e viveu através de uma lanchonete instalada no trailer nas dependências do supermercado Pague Menos, hoje prédio da FACENE- Faculdade de Enfermagem localizado na Avenida presidente Dutra e foi lá onde começou a construir um leque amplo de amizade por toda a cidade de Mossoró. 

Hoje Gilberto Carvalho é advogado militante e foi através de sua atuação que ele se firmou como um profissional conhecido e respeitado na cidade de Mossoró-RN. Em Icapuí tem residência em Melancias de Baixo, sendo inclusive eleitor desde sua emancipação política, na época foi um dos jovens que defendeu nossa emancipação política de Aracati-Ce, foi candidato a vereador por Icapuí em 1985 pelo PMDB e mais recentemente foi assessor jurídico da Câmara de Vereadores de Icapuí-Ce quando o vereador Cadá assumiu a presidência.

Fonte:http://vereadormarcosnunes.blogspot.com.br/

HOSPITAL MUNICIPAL INFORMA SOBRE EXAMES E ATENDIMENTOS

A Prefeitura Municipal de Icapuí, através da Secretaria de Saúde e Saneamento, informa que os pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) que necessitam realizar exames, têm a possibilidade de realizá-los gratuitamente no Hospital Municipal Maria Idalina Rodrigues. O laboratório de análises clínicas funciona no Hospital e realiza uma série de exames médicos, sendo necessário a prévia marcação. Veja a seguir a lista dos exames disponíveis, bem como outros informes sobre o atendimento à população.
EXAMES CLÍNICOS
O Hospital Municipal disponibilzia os seguintes exames:
Hemograma completo
Glicemia
Colesterol total
Triglicerídeos
Creatinina
TGO e TGP
Sumário de urina
Tipagem sanguínea (ABO)
ASLO, LATEX e PCR
Sorologias para gestantes (hepatite, rubéola e HIV)
Exame de tireóide
Beta HCG (gravidez)

ATENDIMENTO NAS UBS´s
A Direção do Hospital informa ainda à população que, no caso de necessidade de consulta ambulatorial (consulta de rotina), havendo atendimento médico no posto de saúde, os pacientes deverão procurar a Unidade Básica de Saúde de sua comunidade. Nos casos em que o Posto de Saúde não dispuser de médico,  os mesmos deverão se dirigir ao Hospital Municipal. O mesmo vale para procedimentos como curativos.
FARMÁCIA
Para receber medicamentos na farmácia do hospital, os pacientes deverão estar munidos do RG, cartão do SUS e a respectiva receita médica.

Informações: Michelly Costa - Diretora do Hospital Municipal de Icapuí  

Por Saulo Rebouças
Fonte:http://www.icapui.ce.gov.br/

sexta-feira, 13 de março de 2015

Rodrigo Janot quer acabar com obrigatoriedade da Bíblia nas escolas

janott
“A inclusão obrigatória de exemplares da Bíblia em escolas e bibliotecas públicas é inconstitucional. Este é o argumento central de Rodrigo Janot, procurador-geral da República, em quatro ações diretas de inconstitucionalidade propostas no Supremo Tribunal Federal contra leis estaduais de Rio de Janeiro; Rio Grande do Norte; Mato Grosso do Sul; e Amazonas.
Nas quatro ações, Janot alega que os textos que exigem a obrigatoriedade dos livros religiosos ofendem o princípio constitucional da laicidade estatal, descrito no inciso I do artigo 19 da Constituição Federal. O dispositivo proíbe União, estados e municípios de financiar, atrapalhar ou manter alianças com cultos religiosos ou igrejas, com exceção apenas para a colaboração de interesse público.
Na avaliação de Janot, os estados fizeram juízo de valor em suas leis, considerando indispensável apenas a Bíblia nos determinados espaços. Segundo o PGR, seu objetivo é impedir estados incentivem crenças religiosas específicas em detrimento de outras.
“Seu dever (do Estado) com relação aos cidadãos, nessa seara, é o de apenas garantir a todos, independentemente do credo, o exercício dos direitos à liberdade de expressão, de pensamento e de crença, de forma livre, igual e imparcial, sendo vedada, em razão da laicidade, que conceda privilégios ou prestígios injustificados a determinadas religiões”, afirmou.”
(Site do STJ)
Visto no blog do Eliomar

Câmara de Icapuí não aprova homenagem para Camilo Santana

Apesar da maioria de votos na Câmara Municipal para aprovação da proposta de concessão de título de cidadão icapuiense ao governador Camilo Santana, a Casa não obteve dois terços exigidos para a honraria
O governador Camilo Santana (PT) não irá receber o título de cidadão do município 
de Icapuí Câmara rejeitou projeto

Vereadores do município de Icapuí rejeitaram projeto que homenagearia o governador Camilo Santana (PT) com o título de cidadão icapuiense. A proposta, que precisaria da aprovação de dois terços dos parlamentares da Câmara Municipal, não obteve a quantidade de votos necessária para a concessão do título ao chefe do Executivo estadual. A votação foi realizada na sessão de ontem no plenário da Casa.

 Com sete vereadores (do total de 11) fazendo oposição ao prefeito Jerônimo Reis (PT) na Câmara, o autor do projeto, vereador Felipe Rebouças (PT), e líder do governo, afirmou ao O POVO que a recusa se deu por motivos meramente políticos da oposição. “Os vereadores de oposição não viram a importância do título para reconhecer uma pessoa ilustre do Estado que tem base eleitoral aqui e trouxe benefícios enquanto deputado estadual e secretário do Desenvolvimento Agrário”.

 A proposta recebeu seis votos dos onze parlamentares da Casa. Dois deles da oposição. O vereador Felipe lamentou o fato alegando que, em outras oportunidades, o governo e a oposição juntos aprovaram títulos para outros políticos, como a deputada Fernanda Pessoa (PR) e o ex-deputado Lula Morais (PC do B), sem interferências partidárias. “Já votamos o título do (deputado federal) Arnon Bezerra que nunca veio aqui”, relembra. Segundo ele, Camilo tem uma residência no município e costumeiramente passa os festejos de Carnaval na cidade.

 O vereador da oposição, Bruno de Oliveira (PSD), justifica o voto contrário à proposta do petista alegando que o título de cidadão é concedido a personalidades políticas que prestam serviços ao município. “A gente votou contra porque sempre votamos pelos serviços prestados a Icapuí. O nosso município está precisando de recursos, e até hoje ele (Camilo) não mandou nada”, diz.
 Bruno, discordando do líder do governo, afirma que a rejeição não tem motivações meramente políticas. O vereador diz que o governador “tem ainda muito a ajudar” e que a homenagem deve vir depois das ações realizadas.

 O deputado federal José Airton Cirilo (PT), de base eleitoral em Icapuí, considerou um equívoco por parte dos vereadores a rejeição e afirmou que soube do projeto só após a votação. “Acho que foi um equívoco da Câmara rejeitar este projeto, pois o governador Camilo Santana é uma pessoa do bem e muito querida por todos e não acredito que venha ter algum tipo de constrangimento e nem repercussão negativa”. Títulos aprovados Ao contrário do município de Icapuí, as cidades de Fortaleza e Sobral, ambas também governadas por gestores da base de apoio ao petista, aprovaram título de cidadão municipal para o governador Camilo Santana (PT).

 Fonte: O POVO

SINDSERPUMI: O Sindicato como instrumento de luta dos trabalhadores

Há vinte e um anos nascia o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Icapuí – SINDSERPUMI; fruto da organização dos trabalhadores no serviço público do nosso município, em sintonia com os anseios da classe e o intuito de melhor representar a luta de todos.
Durante esse tempo, muitas foram as conquistas alcançadas, fruto da organização coletiva, capitaneadas pela nossa entidade representativa.
Somos, se não a maior, a mais bem estruturada entidade de classe do município. Mas como não poderia deixar de ser, algumas dificuldades ainda persistem e apesar delas, a instituição cresceu e ganhou  credibilidade. Dentro desse processo,conseguimos a Implantação do PCC’R do Magistério em 2003 e a sua reformulação em 2010; a efetivação plena do piso do magistério com a implantação de 1/3 de planejamento em 2012; a realização do Concurso Público de 2001 e 2013 e da Câmara em 2012; a correção das perdas salariais das categorias que percebiam acima do salário mínimo acumulado entre 2006 e 2008; e a implantação do PCC'S da Atividade Meio, Saúde e da Câmara em 2014.
Quem trabalha ou trabalhou na prefeitura durante este período sabe que os direitos hoje existentes foram conquistados com muita perseverança, capacidade de negociação e luta. A participação massiva em alguns momentos dos/as trabalhadores/as foi necessária para conseguirmos manter e aumentar as nossas conquistas a ponto de que o menor piso municipal se tornou maior que o salário mínimo; Não obstante, também avançamos em diversas reivindicações específicas importantes do segmento do funcionalismo. Além do reajuste salarial, que nos últimos sete anos têm sido conquistados em mesa de negociações de 2008 a 2014.
Se muito foi feito, ainda há muito o que fazer. E não podemos desanimar.
No entanto há muitas outras questões importantes para a categoria que precisam ser garantidas. Condições de trabalho, manutenção do piso do magistério, reajuste dos vencimentos da Atividade Meio, Saúde e Câmara, implantação do Piso dos ACE's e ACS's, pagamento de insalubridade a servidores de algumas categorias que ainda não percebem, reivindicações históricas, como calendário de pagamento, são pontos de pauta que precisam avançar.
É importante salientar que não devemos esperar do governo e dos patrões que reconheçam o nosso valor, enquanto trabalhador cabe a cada um vir para a luta para conjuntamente avançarmos. Se foi através da luta e da organização que conseguimos manter direitos ameaçados (estancar perdas salariais) e avançar em diversas questões importantes apara os servidores, sabemos qual o caminho que devemos trilhar: o da mobilização, da unidade e da luta.
No dia a dia, devemos participar dos espaços coletivos de decisão, convencer os/ as nossos/as pares de que para manter direitos e avançar é preciso estar presente nas assembleias e outras atividades propostas pelo Sindicato e sair às ruas e se manifestar quando preciso for. É somente a força dos trabalhadores e trabalhadoras unidos e em luta que promoveremos as mudanças e obteremos as conquistas.
Quer mudar? Venha pra luta, venha para o Sindicato!
Quem ousa lutar, constrói o caminho da vitória!
Fonte: SINDSERPUMI

PREFEITURA DIVULGA A 7ª CONVOCAÇÃO DO CONCURSO PÚBLICO

A Prefeitura Municipal de Icapuí torna público o 7º Edital de Convocação de candidato aprovado no Concurso Público, Edital 001/2013 e suas respectivas retificações, homologado em 18 de novembro de 2013, para provimento de cargos efetivos da estrutura administrativa. O candidato convocado deverá comparecer à Secretaria de Administração e Finanças, na Gerência de Pessoal, no período de 16 a 20 de março de 2015, no horário das 08:00hs às 13:00hs, munidos da documentação descrita no Edital de Convocação, onde consta todas as informações e requisitos necessários à posse dos aprovados.
Acesse o Edital de Convocação abaixo:
Fonte:http://www.icapui.ce.gov.br/

quarta-feira, 11 de março de 2015

Basquete: Conquista histórica

Invicto e com 28 vitórias consecutivas, Basquete Cearense levanta a taça do maior campeonato de base do Brasil
Image-0-Artigo-1813323-1
Os jogadores e a comissão técnica do Basquete Cearense comemoram bastante até com champagne o título inédito do primeiro time nordestino a se sagrar campeão de uma competição nacional de basquete
FOTO: FABIANE DE PAULA
Ontem, o Ginásio Paulo Sarasate e a torcida cearense testemunharam um fato histórico. O Basquete Cearense foi campeão da Liga de Desenvolvimento de Basquete (LDB). O título inédito veio diante do Flamengo, atual campeã da Competição, por 63 a 58, em um jogo acirrado.
Destaque durante toda a campanha vitoriosa no Campeonato, o armador Davi Rosseto mais uma vez fez a diferença. O atleta marcou 29 pontos, 15 deles de lances livres, foi o cestinha da partida e comandou a equipe na virada diante dos rubros negros.
Os cariocas até incomodaram, mas não o suficiente para deter a força da equipe do treinador Flávio Soares, o Espiga.
"A equipe lutou e essa conquista, para um time que nasceu há pouco tempo, é demais. Emoção é a palavra", desabafou Espiga.
O jogo foi difícil. O Flamengo começou avassalador. Nos primeiros dez minutos de partida, a equipe rubro negra chegou a abrir 10 pontos de vantagem e calou a torcida presente no ginásio. Porém, as poucos o time cearense foi reagindo, principalmente com os arremessos certeiros de Davi Rosseto. No fim do primeiro quarto, mesmo reagindo, o time cearense terminou em desvantagem no placar: 18 x 13 para os cariocas.
Voltando para o segundo quarto, a situação da partida começou a mudar. Conseguindo impôr mais seu ritmo e as bolas de três do ala Taddei começando a entrar, o Cearense virou e terminou na frente no fim do primeiro tempo.
No segundo tempo, o Basquete Cearense seguiu em vantagem no placar e não saiu mais. Mesmo com as cestas do pivô flamenguista Felício que marcou 19 pontos na partida. Depois, foi só levantar troféu de campeão invicto.
Eleito o jogador mais valioso da Final (MVP), Davi Rosseto exaltou a forma como o esporte está sendo realizado no Estado. "O basquete aqui no Ceará não é diferente do praticado em São Paulo. Falta mais investimento. Vamos fazer de tudo para esse título não ficar só na base", destacou o atleta.
Essa é a apenas a segunda participação do Basquete Cearense sub-22 na Liga Nacional.
O triunfo garante também o primeiro triunfo de um time nordestino campeão de uma competição nacional de basquete.
Fonte:http://diariodonordeste.verdesmares.com.br/

terça-feira, 10 de março de 2015

SEDEMA CADASTRA PRODUTORES RURAIS NO PROGRAMA DE AQUISIÇÃO DE ALIMENTOS

Produtores rurais de Icapuí que cultivam polpa de frutas, ovos, doces caseiros, leite e seus derivados, bovinos, caprinos e aves, entre outras culturas, podem se cadastrar a partir desta segunda-feira (9/3), no Programa de Aquisição de Alimentos - PAA na Secretaria de Desenvolvimento e Meio Ambiente, SEDEMA. O Programa é uma parceria entre a Prefeitura Municipal de Icapuí com o Governo Federal voltada para a agricultura familiar. O cadastro acontece até o dia 16 de março de 2015. Os documentos necessários são: CPF, RG e NIS.
Alimentos
Sobre o programa:
O Programa de Aquisição de Alimentos - PAA, possui duas finalidades básicas: promover o acesso à alimentação e incentivar a agricultura familiar. Para o alcance desses dois objetivos, o Programa compra alimentos produzidos pela agricultura familiar, com dispensa de licitação. O orçamento do PAA é composto por recursos do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome – MDS e do Ministério do Desenvolvimento Agrário – MDA.
Mais informações:
Secretaria de Desenvolvimento e Meio Ambiente - SEDEMA
Avenida Newton Ferreira, SN, Centro
(88) 3432-1145
Fonte:http://www.icapui.ce.gov.br/

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More