Contador de Visitas

Visitas

quinta-feira, 31 de julho de 2014

ICAPUÍ PARTICIPARÁ DA FEIRA DO EMPREENDEDOR EM FORTALEZA

feira-do-empreendedorEmpreendedores de Icapuí poderão participar da Feira do Empreendedor - Edição 2014, realizada pelo SEBRAE em Fortaleza nos dias 5 a 9 de agosto. 
A Prefeitura Municipal de Icapuí, através da Secretaria de Desenvolvimento e Meio Ambiente - SEDEMA, está organizando uma caravana que irá levar os empreendedores icapuienses que tiverem interesse em participar deste grande evento. A participação dos empreendedores de Icapuí será no dia 7 de agosto, com saída prevista para as 11:00hs e retorno às 19:00hs. As inscrições no SEDEMA vão até às 11:00hs de hoje (31/7).
O evento acontece no Centro de Eventos do Ceará, tendo como objetivo fomentar a criação de um ambiente favorável para geração de oportunidades de negócio e estimula o surgimento, a ampliação e a diversificação de empreendimentos sustentáveis, além de difundir o empreendedorismo como um estilo de vida. A ideia inicial permanece: oferecer a empreendedores a possibilidade de adquirir equipamentos ou abrir negócios com baixo investimento inicial.
Fonte: http://www.icapui.ce.gov.br/

ESCOLA JOANA MARQUES INICIA A FASE ESCOLAR DO FESTAL 2014

Festal
Abertura do Festal 2013 na Escola Joana Marques Bezerra
(Foto: Ivan Sousa)
Os alunos do sexto ao nono ano da Escola Joana Marques Bezerra, em Barreiras de Cima, participarão de diversas atividades nos dias 31 de julho e 1 de agosto, dentro da fase escolar do Festal 2014. As atividades incluem concursos, gincanas e competições esportivas disputadas entre os alunos. 
Canção, poesia, paródia, dança, leitura, pintura, desafio de reciclagem, soletrando, atletismo e jogos de quadra fazem parte da programação do evento durante os dois dias. Além dessas atividades, haverá também o desfile para escolha do Garoto e Garota Festal 2014 da escola. 
Esse verdadeiro festival de talentos e habilidades tem como objetivo promover a interatividade entre os estudantes e potencializar o aprendizado em diferentes áreas do conhecimento, bem como contribuir para a formação de valores importantes ao convívio social. 
Fonte:http://www.icapui.ce.gov.br/
 

CURSO DE ELETRICISTA INDUSTRIAL PROFISSIONALIZA JOVENS DE ICAPUÍ

Eletricista CursoCerca de 60 jovens de Icapuí participaram do curso de Eletricista Industrial, intermediado pela Secretaria Municipal de Assistência Social através do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (PRONATEC), do Governo Federal. 
O encerramento aconteceu nesta quarta-feira (30/7), contando com a presença da secretária de Assistência Social, Célia Teixeira, e dos concludentes que compuseram as três turmas do curso. 
O Pronatec é uma iniciativa do Governo Federal, criado em 2011, com o objetivo de ampliar a oferta de cursos de educação profissional e tecnológica. Os alunos participantes passaram por uma seleção prévia, sendo que um dos pré-requisitos é a participação dos mesmos no Cadastro Único. Os cursos ofertados gratuitamente, são oferecidos por instituições da rede federal de educação profissional, científica e tecnológica; unidades de ensino dos serviços nacionais de aprendizagem (SENAI, SENAC, SENAR e SENAT); e instituições de educação profissional vinculados aos sistemas estaduais de ensino.
Fonte:http://www.icapui.ce.gov.br/

terça-feira, 29 de julho de 2014

As famílias que dominam o Congresso Nacional

Da revista Galileu e Blog Carlos Santos
Já sabe em quem votar nas próximas eleições? Se depender do histórico recente, é provável que os pais, avôs ou primos do seu candidato já ocupem cargos públicos.
Levantamento recente da ONG Transparência Brasil mostra que quase metade dos parlamentares (47%) que começaram a última legislatura têm parentes próximos* na política. São membros de famílias que há décadas dominam a vida pública no Brasil.
O cenário é ainda mais concentrado quando se trata dos mais jovens — justamente de onde se espera renovação. Dos que foram eleitos com 30 anos ou menos, 79% são filhos ou netos de políticos.
Veja abaixo todos deputados e senadores eleitos com conexões familiares na política e descubra quais são os partidos e Estados onde as “dinastias” — que já preparam novos herdeiros para estas eleições — mais dominam o Congresso.
Os cinco estados com mais “aparentados” ficam no Nordeste. O Rio Grande do Norte ocupa a segunda posição, só perdendo para a Paraíba. Alagoas, Piauí e Pernambuco vêm depois.
O estado potiguar tem 91% dos congressistas com laços de família, os Maia, Rosado e Alves, mas os paraibanos quase fecham a casa dos 100%, com 93% do seu colegiado federal.
Senado de parentes
O que menos tem representatividade baseada em dinastias é o Rio Grande do Sul, considerado um estado de largos avanços sociais e povo muito politizado. Antes dele, em escala decrescente, Santa Catarina, Rio de Janeiro, Pará e Mato Grosso.
O DEM é onde se concentra maior número de políticos com laços de família, ficando mais atrás o PMDB, PP, PTB e PSC.
O PT é o último colocado nessa relação política consanguínea.
No Senado da República, 52 dos 81 ocupantes da Casa são originárias de famílias que vivem da política há muitas décadas. Percentual chega a 64%.
Na Câmara Federal, ocupada por 513 deputados, 44% vêm de famílias de políticos.
Estudo da Organização Não-governamental (ONG) “Transparência Brasil” (veja no Link colocado no segundo parágrafo desta postagem) diz o seguinte:
“(…) A transferência de poder de uma geração a outra da mesma família, tanto provoca a formação de uma base parlamentar avessa a mudanças significativas, como a perpetuação no poder de políticos tradicionais desgastados, ou até impedidos de concorrer em eleições”.
Outra situação clarividente desse poder, é que na Câmara Federal, 64% dos seus ocupantes são de famílias concessionárias de rádio e TV. No Senado da República, chegamos a 89% controlando rádios e emissoras de televisão. Boa parte, na região nordestina.
A propósito, o Nordeste é o suprassumo do atraso político. Está travado por oligarquias em todos os seus nove estados. No Ceará é onde desponta um sinal de renovação de hábitos, onde as oligarquias têm hoje uma menor força, apesar de ainda muito influentes da capital ao sertão.
Por lá, 44% dos parlamentares federais advêm de famílias tradicionais da política, que continuam despejando seus “filhotes” e outros parentes em Brasília, com a força dos meios disponíveis, republicanos ou não. Tudo aparentemente de modo democrático:  pelo voto.
No Rio Grande do Norte… bem, no Rio Grande do Norte, tudo parece continuar funcionando em capitanias hereditárias.
Oligarquia
A palavra oligarquia é um termo que tem origem na palavra grega “oligarkhía“. Significa em sentido literal, “governo de poucos” e que designa um sistema político no qual o poder está concentrado em um pequeno grupo pertencente a uma mesma família, um mesmo partido político ou grupo econômico.
A oligarquia é caracterizada por pequeno grupo que controla as políticas sociais e econômicas em benefício de interesses próprios. Desde a antiguidade que é considerada a mais atrasada forma de governo/poder. Seu conceito é sempre pejorativo.
O filósofo Aristóteles definia a oligarquia como “a depravação da aristocracia” (organização sociopolítica baseada em privilégios de uma classe social formada por nobres que detém, geralmente por herança, o monopólio do poder, onde o poder é exercido para o benefício de um grupo ou classe e não da população em geral).
Platão, outro filósofo grego, identifica os integrantes do do mandonismo oligárquico como um “bando de exploradores”.
Norberto Bobbio
Num tempo contemporâneo, a filosofia política apenas reitera o que o passado já apontara. Caso do filósofo italiano, gênio planetário, Norberto Bobbio.
Ele via os oligarcas como pessoas que “gozam de privilégios particulares, servindo-se de todos os meios que o poder pôs ao seu alcance para os conservar”.
Qualquer semelhança com a fauna potiguar, não é mera coincidência. Veja os exemplos de vantagens que eles produzem em favor dos seus, em detrimento da maioria da população. Para a parentada, vantagens; para a massa-gente, os rigores da lei e as dificuldades inerentes à própria vida dos comuns.
* Observação quanto à metodologia empregada nesse levantamento: por “parentes próximos” foram considerados: pais, filhos, irmãos, avôs, tios, primos, sobrinhos, cônjuge, genro, nora ou cunhado. Destacou deputados e senadores que começaram a última legislatura, em 2010. Não contempla portanto, mudanças ocorridas desde então.
Veja AQUI página original desse levantamento por partidos, nomes, famílias, estados etc. Vá clicando nos quadros que aparecem e obtenha maiores resultados.

Fonte:  http://blogcarlossantos.com.br/

sexta-feira, 25 de julho de 2014

ONU registra aumento da expectativa de vida no Brasil

A expectativa de vida no Brasil aumentou 17,9% entre 1980 e 2013, passando de 62,7 para 73,9 anos, um aumento real de 11,2 anos. O avanço foi apontado no Relatório de Desenvolvimento Humano 2014 divulgado nessa quinta-feira (24) pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Segundo o ministro da Saúde, Arthur Chioro, o crescimento foi possível em razão das medidas de combate à desnutrição, redução da mortalidade materna e infantil, ampliação do acesso a vacinas e medicamentos gratuitos, melhoria do atendimento às mães e bebês, enfrentamento das doenças crônico-degenerativas e das chamadas mortes violentas, entre outras ações na área de atenção básica e urgência e emergência.
O ministro comentou a diferença na melhoria de indicadores de saúde, educação e renda. “Partimos de um cenário de muita desigualdade. Se olharmos, por exemplo, a mortalidade infantil, fizemos uma redução de 70% entre 1980 e 2012. No entanto, ela não reduziu igual. A queda foi maior no Norte e no Nordeste, onde era muito mais acentuada. E isso acaba acontecendo em praticamente todas as situações. Se tivéssemos partido de um patamar mais homogêneo do país, talvez a capacidade de resposta das políticas públicas pudesse também acompanhar um ritmo mais homogêneo”, avaliou.
O relatório colocou o Brasil na 79ª posição do ranking do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) entre 187 países, com um valor de 0,744 (categoria de Alto Desenvolvimento Humano). Entre 1980 e 2013, o valor do IDH do Brasil aumentou 36,4%. O índice está acima da média de 0,735 para os países do grupo de Alto Desenvolvimento Humano e acima da média de 0,740 para os países da América Latina e Caribe.
Também houve crescimento na expectativa da vida nos últimos anos: em 2010, a estimativa era de 73,1 anos, já no ano passado passou para 73,9 anos. Os resultados seriam ainda melhores se o PNUD utilizasse dados atualizados para a elaboração do relatório. A instituição internacional usou uma projeção de 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para chegar ao índice de 73,9 anos. Caso considerasse as estatísticas de 2013, já disponibilizados pelo IBGE, a esperança de vida ao nascer seria de 74,8 anos. Se fossem considerados esses números a outros dados defasados, como o de escolaridade, o país sairia da 79ª posição para a 67ª.
(Agência Saúde)
Visto no blog do Eliomar de Lima

SEDEMA REALIZA OFICINA SOBRE "ECONOMIA SOLIDÁRIA" COM PRODUTORES E LOJISTAS DE ICAPUÍ

Amostra III
 Dora Farias, secretária de Desenvolvimento e Meio Ambiente, fala sobre Economia Solidária. Foto: Rosineide Rebouças - técnica da SEDEMA
A Secretaria de Desenvolvimento e Meio Ambiente de Icapuí - SEDEMA, realizou na manhã desta quarta-feira (23/7), um encontro com produtores e lojistas de Icapuí que participarão da III Amostra de Produtores do município. 
Na ocasião foi apresentado aos participantes princípios da "Economia Solidária", com o objetivo de despertar o interesse por esse modelo de negócio. Os produtores locais presentes conheceram algumas características da Economia Solidária, onde o desenvolvimento sustentável, proteção dos ecossistemas e a cooperação são pontos principais.
A exposição dos produtos feitos e comercializados em Icapuí acontece nesta sexta-feira (25/7), a partir das 8:00hs, na Praça Central.
Fonte: http://www.icapui.ce.gov.br/

QUADRA DA ESCOLA DE REDONDA RECEBERÁ NOVA COBERTURA

Ginasio Redonda
Desmontagem da cobertura da quadra da Escola de
Redonda, em março de  2011
Foto: 
Blog A Cidade Icapuí 
A quadra poliesportiva da Escola Horizonte da Cidadania, na comunidade de Redonda, receberá uma nova cobertura. O Governo Federal disponibilizou através do Termo de Compromisso PAC2 11216/2014, assinado pelo prefeito Jerônimo Reis, o valor de R$ 244.999,97 (Duzentos e quarenta e quatro reais, novecentos e noventa e nove reais e noventa e sete centavos) para a obra da coberta. 
Duas parcelas desse montante já foram liberadas, sendo cada uma no valor de R$ 48.999,97 (Quarenta e oito mil, novecentos e noventa e nove reais e noventa e sete centavos), já disponível na conta da Prefeitura. As obras iniciarão logo após a conclusão do processo licitatório para contratação da empresa responsável. 
A coberta da quadra da Escola Horizonte da Cidadania foi desmontada em março de 2011 por apresentar risco de desabamento, já que a estrutura estava bastante desgastada pela ação do tempo e falta de manutenção periódica. 
Fonte:http://www.icapui.ce.gov.br/ 

quarta-feira, 23 de julho de 2014

Eunício lidera pesquisa Ibope para governador do Ceará

O senador Eunício Oliveira (PMDB) aparece em primeiro lugar, com 44%, na pesquisa do Ibope de intenção de votos para o cargo de governador do Ceará. Camilo Santana (PT) aparece em segundo, com 14%, seguido por Eliane Novais (PSB), com 6%, e Ailton Lopes (PSOL), com 3%.  A pesquisa foi encomendada pela TV Verdes Mares e registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE).
Os dados do Ibope revelam ainda que 15% dos entrevistados votariam branco ou nulo e 18% ainda não decidiram quem eleger no pleito de outubro. A pesquisa também ouviu os eleitores sobre a rejeição dos candidatos. 24% afirmam que não votariam em Camilo Santana, 23% no Ailton Lopes, 22% em Eliane Novais e14% no Eunício Oliveira. 16% das pessoas ouvidas pelo Ibope dizem que podem votar em qualquer candidato e 31% não sabem ou não opinaram. 
A pesquisa foi realizada entre os dias 18 e 20 de julho e ouviu 1.204 pessoas. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos, e o nível de confiança chega a 95%.
Primeira pesquisa já apontava Eunício na liderança
 
Na primeira pesquisa realizada pelo Diário do Nordeste, quando os nomes dos candidatos ainda não eram oficiais, Eunício Oliveira já liderava a disputa. O senador venceria as eleições nos cinco cenários simulados pelo Ibope
 
Na ocasião, o Ibope apresentou ao eleitor a relação dos prováveis candidatos e um dos cenários simulados aparecia o nome de Camilo Santana. A pesquisa, publicada no dia 5 de maio, revelou que Eunício tinha 43% das intenções de voto, contra 6% de Camilo e 3% de Ailton. 

Tasso lidera disputa ao Senado 
A pesquisa do Ibope também ouviu os eleitores sobre a intenção de voto ao Senado Federal.Tasso Jereissati (PSDB) aparece na liderança da pesquisa, com 58%, seguido por Mauro Filho (PROS), com 14%, Raquel Dias (PSTU), com 5% e Geovana Cartaxo (PSB), com 2%. 
Fonte: Diário do Nordeste

terça-feira, 22 de julho de 2014

PM apreende bolo de vodka e maconha em pousada de Icapuí

Bolo de maconha. Foto: Blog Icapuipatrulha.com.br
Os policiais civis da Delegacia Regional de Aracati informaram que três pessoas teriam se sentido mal após comer o bolo e foram levadas ao Hospital Municipal

A Polícia Militar de Icapuí realizou uma apreensão curiosa, na última sexta-feira, 18. Em uma pousada na Praia Redonda foi recolhido umbolo de vodka e maconha. Gerente do estabelecimento contou que fez o bolo para o aniversário de um amigo. Uma pessoa foi internada após comer o alimento.

Os policiais civis da Delegacia Regional de Aracati informaram que três pessoas teriam se sentido mal após comer o bolo e foram levadas ao Hospital Municipal. Uma delas precisou ser internada, pois era cardíaca, segundo informações da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). 

Ainda de acordo com a Polícia, o gerente disse que não teve a intenção de causar nenhum mal e que as pessoas sabiam dos ingredientes da receita. O caso foi levado para a Delegacia Regional de Aracati, onde foi instaurado Inquérito Policial na modalidade portaria, onde não há o flagrante. O gerente e algumas testemunhas, que também comeram do bolo, mas não sentiram nada, prestaram depoimento e foram liberadas.

Polícia apreende 8 mil DVDs
A Polícia apreendeu 8.220 unidades de DVDs piratas durante Operação de Combate ao Crime contra a Propriedade Imaterial, em Juazeiro do Norte. Parte do material foi localizado no bairro Franciscanos, com Carlos Ailton Bezerra da Silva, 25 anos. 

O restante estava no bairro Populares, onde um adolescente de 15 anos foi apreendido. Após o flagrante, os dois foram apresentados a 20° Delegacia Regional de Polícia Civil (DRPC).
Fonte: O POVO

segunda-feira, 21 de julho de 2014

Ibama registra mais de 320 infrações ambientais no Ceará

Principais violações no Ceará são de exploração irregular dos recursos naturais, desmatamento e crimes contra animais

Image-0-Artigo-1662317-1
As infrações envolvendo animais foram as mais numerosas, com 157 casos em que três municípios ficaram com as maiores incidências. A Capital teve 31 registros, seguida por Parambu (20) e Aracati (16)
FOTO: JOSÉ LEOMAR
Image-0-Artigo-1662334-1
Conforme a Semace, de janeiro até 17 de julho deste ano, foi registrado o total de 1.731 ocorrências
Ambientalistas questionam a falta de prioridade da pauta ambiental no Brasil pelo Estado e pela sociedade. Levantamento feito pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) registrou 324 infrações, até maio deste ano, no território cearense com domínios federais.
Sob responsabilidade federal, o Ceará apresenta mais de 1.015 km² de Unidades de Conversação, entre parques nacionais, estações ecológicas, áreas de Preservação Ambiental (APA), Floresta Nacional e Reservas Extrativistas, conforme o Conselho de Políticas e Gestão do Meio Ambiente (Conpam). A exceção é para o Parque Nacional de Ubajara e para a Floresta Nacional de Sobral, que não possuem áreas contabilizadas.
As principais violações observadas pelo Ibama no Ceará são de autuações contra animais, desmatamento e exploração irregular dos recursos naturais, além de pesca predatória. As constatações foram relativas à fauna, flora, pesca, problemas com as organizações que têm atividades potencialmente poluidoras - cadastradas junto aos órgãos ambientais (Cadastro Técnico Federal), e irregularidades em Unidades de Conservação.
Entre os dados, as infrações envolvendo animais foram as mais numerosas, com 157 casos em que três municípios ficaram com as maiores incidências. A Capital teve 31 registros, seguida por Parambu (20) e Aracati (16). "De uma forma geral, elas comovem mais a população, que fazem o apelo através de denúncias", explica o coordenador de fiscalização do Ibama, Miller Holanda Câmara.
Ilegal
Os principais casos, de acordo Miller, são de animais criados em cativeiros cuja origem é ilegal, adquiridos através de feiras livres ou do tráfico. Espécies mais comuns são as aves da caatinga, como o Galo de Capina, Canário da Terra, Trinca-Ferro, Azulão, Sanhaço, além de papagaios e periquitos. Segundo o coordenador, o cadastramento de novos criadores no Ceará está suspenso há mais de um ano, em razão do volume de irregularidades encontradas. Já a comercialização está funcionando normalmente. A venda só é permitida entre comerciantes e para fora do estado.
Sobre a flora, os destaques foram para os municípios de Fortaleza, com apenas três registros de infrações, contra oito em Tianguá e 14 em Sobral. Ao todo, foram registradas 58 contravenções. Conforme Miller, o baixo índice de registros na Capital deve-se à transferência de monitoramento para os órgãos ambientais municipais e estaduais. "No Interior, a maioria dos casos é relativa ao desmatamento da caatinga ou dos remanescentes de mata atlântica, como é o caso de Tianguá.
Além disso, houve um segundo episódio, onde foi detectado o transporte irregular de madeira, que estava ou com excesso de carga ou sem documentação. Essas atuações foram feitas em Tianguá ou Sobra, que estão na mesma rota de transporte".
Já a pesca apresentou 59 irregularidades ligadas, especialmente, à comercialização do pescado. Em Fortaleza, foram cinco registros, onde a comercialização de peixes e do caranguejo têm mais irregularidades, por serem capturados no período de defeso. Pacujá vem em seguida, com sete violações de pesca de espécies de água doce durante a época de defeso. Ao todo, foi capturada mais de uma tonelada, segundo Miller. Por último, o município de Icapuí registra cinco infrações, relativas a pesca ilegal de lagosta.
De acordo com Miller, desde 2011, a gestão dos recursos ambientais passou a ser dividida com os órgãos ambientais estaduais e municipais. As competências do Ibama envolvem, especialmente, ações fiscalizadoras e execução de demandas federais. "Agressões à costa cearense, evolução do mangue, problemas em terras e águas federais. Isso vem sendo desenvolvido para evitar a superposição de trabalhos, pois antes não tinham uma definição muito clara", explica.
Gestões precisam de mais estrutura
Para Rodrigo Castro, secretário executivo da Associação Caatinga, a transferência de atribuições para Estado e Município deveria favorecer a ação dos órgãos ambientais, uma vez que os locais teriam maior facilidade de aproximação, mas ainda demonstra dificuldades. "O Ibama está repassando as responsabilidades de flora e fauna para Seuma e a Semace. O problema é que os municípios ainda não sabem bem como trabalhar essa gestão, não estão estruturados para combater a ação predatória. E não há repasse de recursos para isso acontecer", comenta.
Na perspectiva dele, os dados são expressivos, mas pouco representativos do ponto de vista da cobertura e fiscalização de todo o território estadual. "A distância entre uma fiscalização e outra faz com que as irregularidades sejam reincidentes, pois as operações são pontuais. Não se pode depender de um estratégia só de combate, mas principalmente de reeducação".
Conforme a Semace, de janeiro até 17 de julho deste ano, foram registradas 1.731 ocorrências que se referem a demandas do Ministério Público Estadual e Federal, Promotorias de Justiça, órgãos e entidades públicas e privadas, pela população de forma geral, além das ações de investigação próprias do poder de polícia administrativa.
Sob coordenação da Gerência de Execução de Fiscalização - Gefis, semanalmente equipes de fiscalização da Semace saem em diligência para averiguação e apuração de infrações em todo o Interior do Ceará. Quando há necessidade de ações integradas com municípios ou com o órgão federal, é feito contato para planejar as ações conjuntas.
Mais informações
Irregularidades ambientais no Estado devem ser denunciadas à Semace. Para isso, ele deve ligar para o Disque Natureza, no número 0800-2752233
Fonte: Diário do Nordeste

Aprendizagem adequada durante a alfabetização ainda é maior desafio

Apesar de 93% das crianças estarem na escola, maior parte tem dificuldade para ler, escrever e fazer contas

Problemas de raciocínio e interpretação de texto são os mais comuns. Também faltam acompanhamento e estímulo em casa, por parte dos pais
Image-0-Artigo-1662461-1FOTOS: KID JÚNIOR
Image-0-Artigo-1662456-1
Entre os problemas estão a não universalização da educação básica e a má qualidade do ensino público, revelada nos baixos índices de aprendizagem
Universalizar a educação infantil, alfabetizar todas as crianças até o final do 3º ano do ensino fundamental, fomentar a qualidade da educação básica e investir 10% do Produto Interno Bruto (PIB) em educação são algumas metas do Plano Nacional de Educação (PNE), sancionado no último dia 26 de junho, pela presidente Dilma Rousseff. Aprovado com três anos de atraso, o Plano é composto por 20 metas que deverão ser alcançadas nos próximos dez anos (até 2024).
No Ceará, 93% das crianças de 4 e 5 anos estavam na escola em 2012 (239.205) e a meta é atingir 100% até 2016. Apesar da quantidade significativa, superior inclusive à média nacional (82,2%), chama a atenção a má qualidade do ensino, revelada pelos baixos índices de aprendizagem. Levando em conta que uma criança só é considerada alfabetizada quando se apropria da leitura e da escrita como ferramentas essenciais para seguir aprendendo, desenvolvendo a sua capacidade de se expressar e de participar do mundo cultural no qual está inserido, o cenário não é nada animador.
Aprendizado
Em todo o Estado, apenas 42,15% das crianças do 3º ano do ensino fundamental apresentaram aprendizado adequado em leitura. Porém, a situação mais preocupante é a do aprendizado adequado em matemática (18,83%) e em escrita (18,44%), ainda muito aquém do esperado - 100% até 2024. Em relação à média nacional, os índices do Ceará também estão bastante inferiores. O porcentual de todos os estados foi de 44,54% de aprendizado adequado em leitura, 33,33% em matemática e 30,09% em escrita.
Aos 5 anos, Ana Lívia Silva, aluna da Escola Municipal Mozart Pinto, no bairro Jardim América, ainda não sabe fazer contas, mas já se encanta pelo universo da leitura. Ao ser questionada sobre qual era o seu nome completo, de prontidão começou a soletrar letra por letra. "O que eu mais gosto é de conhecer letras", enfatiza. Ela conta que na escola aprendeu a ler histórias. As suas preferidas são da Mônica e sobre duendes.
Já Raíssa Costa da Silva, 5, tem como histórias preferidas as do Saci Pererê. Ela também gosta de desenhar, mas diz que a sua atividade preferida é brincar com os colegas na sala de aula. Apesar de afirmar que gosta de fazer contas, Raíssa confessa que tem dificuldades, mas tem a ajuda do pai em casa. "É difícil. Eu não sei, porque só tenho 5 anos", justifica.
Jacqueline Lucas Costa Lima, professora do Infantil V da Escola Mozart Pinto comenta que geralmente as crianças têm dificuldade de raciocínio e interpretação de texto. Um grande problema que identifica é a falta de diálogo, acompanhamento e estímulo por parte dos pais em casa. "Leitura e interpretação textual é o que mais se batalha na escola, mas não tem continuidade em casa. O professor tem que fazer milagre, pois o que as crianças aprendem é em sala de aula. Em casa, falta estímulo para elas pensarem", ressalta.
Outra crítica que faz é em relação à aprovação progressiva. Trata-se dos alunos que são matriculados de acordo com a idade, e não com nível em que estão. "Isso é muito prejudicial, o professor não tem como dar atenção a um só aluno. A criança do terceiro ano que não sabe ler e nem escrever vai se sentir diminuída porque não consegue acompanhar e vai acabar bagunçando, atrapalhando a aula. E o mais grave, ela vai se desinteressar pelos estudos", alerta.
Inês de Freitas Segundo, coordenadora pedagógica da Escola Mozart Pinto, informa que a Prefeitura de Fortaleza vem há algum tempo fazendo com os professores um trabalho de formação continuada, que acontece mensalmente.
Acrescenta, ainda, que é disponibilizado pelo Governo do Estado todo um material estruturado - o Programa de Alfabetização na Idade Certa (Paic) -, para diferentes faixas etárias e níveis de aprendizado. "Estamos trabalhando nessa linha de embasamento de um material que possa dar suporte à alfabetização para que a criança possa aprender", esclarece.
O observatório do PNE informa também que, no ensino fundamental, a porcentagem de crianças de 6 a 14 anos matriculadas no Ceará em 2012 era de 93,8% (1.290.234), igual à média nacional (93,8%), enquanto os jovens de 16 anos que concluíram o ensino fundamental somavam 139.960 (70%), superando a média dos estados (67,4%).
No ensino médio, eram 445.302 jovens de 15 a 17 anos na escola em 2012 (82,8%) e 297.540 matriculados no ensino médio (55,3%), enquanto a média nacional foi de 81,2% e 54,4%, respectivamente. A partir do PNE, todos os planos estaduais e municipais de educação devem ser criados ou adaptados em consonância com as diretrizes e metas estabelecidas.

Problemas no Estado são estruturais
Apesar dos avanços que o Ceará vem apresentando nos últimos anos, muito ainda precisa ser feito para garantir uma educação de qualidade para todos. Na visão da pedagoga Raquel Dias, professora da Universidade Estadual do Ceará (Uece), ainda que se considerem alguns avanços no que diz respeito à redução da taxa de analfabetismo e elevação dos índices do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) no Estado, analisando o conjunto percebe-se que alguns problemas são estruturais.
"A não universalização da educação básica (0 a 17 anos), uma vez que a atenção concentra-se no ensino fundamental; a má qualidade do ensino público, revelada nos baixos índices de aprendizagem; a não valorização dos profissionais da educação, evidenciada no elevado percentual de professores temporários na rede estadual que alcança 60% do total e nas precárias condições de trabalho", cita.
Em relação à meta que trata da destinação de 10% do Produto Interno Bruto (PIB) para a educação, embora se apresente como uma conquista, afirma que na forma em que foi aprovada poderá inviabilizar a efetivação das metas direcionadas especificamente ao segmento público, pois possibilita a destinação de recursos públicos para a privada, através do Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies), do Programa Universidade para Todos (Prouni), de isenções de impostos, de bolsas. No entanto, a especialista destaca que não se trata de rever a meta, mas o próprio caráter do Plano, que se revela privatista.
Aplicação
Para melhorar os índices e a qualidade da educação pública do Ceará, Raquel afirma que seria necessário, em primeiro lugar, a aplicação imediata de 10% do PIB na educação pública. Junto com isso, redefinir prioridades do orçamento dos governos federal, estaduais e municipais, dando atenção especial à educação e às políticas sociais. Outra política nesse sentido que cita seria a definição de um plano de obras públicas visando a construção de escolas e creches.
Reginaldo Pinheiro, vice-presidente do Sindicato Apeoc, ressalta que o PNE é importante porque trata de questões fundamentais no que tange ao financiamento da educação. Ele afirma que hoje o Ceará investe 6,4% do PIB na educação, mas a meta é que seja 10% em 2024. Para isso, frisa que é necessário que os recursos dos royalties do petróleo e do pré-sal sejam contabilizados para a educação.
Outro ponto importante que o sindicalista pontua é em relação à formação, remuneração e carreira dos professores. "A gente considera central que até o 6º ano de vigência do plano o salário dos professores da educação básica seja equiparado ao rendimento médio (salário) dos demais profissionais com escolaridade equivalente", salienta.
Efetivação
Para Pinheiro, o grande desafio é para que os estados e municípios possam, a partir de uma discussão com a sociedade civil organizada e os sindicatos, elaborar os seus planos com base nas metas do PNE. "Não tem mais a desculpa de que não há um parâmetro nacional", destaca. Ele afirma que já se pode comemorar os avanços que o plano traz, mas reforça que a luta agora é para que as metas sejam alcançadas e se tornem política de estado, e não de governo.
"Temos que cobrar para que os governos efetivem o que está proposto no plano e que ele seja aprovado em consonância com a lei federal", conclui Pinheiro.
Luana Lima
Repórter
ARTECIDADE1
Fonte: Diário do Nordeste

quarta-feira, 16 de julho de 2014

Equipe da Escola Gabriel consegue o 1º lugar no Estado do Ceará no Desafio Nacional Acadêmico


Essa foi uma grande vitória, vitória do esforço, luta e dedicação de uma equipe empenhada em fazer diferente, de um grupo unido e forte. É assim que vemos a equipe Força G após alcançar um resultado expressivo em uma competição que não é para fracos. Gostaríamos de agradecer a todos os participantes desse grupo e dizer que esse foi um resultado histórico, digno de homenagens, pois honramos o nome de nossa escola tirando o melhor de cada um de nós.

Devemos exaltar esse resultado ímpar, não por termos quebrado paradigmas que uma equipe de escola pública do interior do Ceará chegasse tão longe, mas, por termos nos empenhado de forma guerreira por essa causa.


O 1º lugar no estado do Ceará e 29º Nacional entrará para história, uma vez que competimos diretamente com a elite das escola nacionais, competimos com escolas com mais recursos, computadores e internet mais rápidos. Tal façanha nos inspirará a fazermos sempre mais e melhor.

Gostaríamos de agradecer aos alunos: Dallysson Dallwann, Raílson Ramos, Vinícius Almeida, Abdiane Lúcia, Vitor Emanuel, Vitor Ferreira e Mateus Freitas, esses acreditaram em um projeto que muitas vezes não é valorizado por alguns alunos. Estes supracitados são verdadeiros guerreiros.

Gostaríamos de agradecer também ao apoio do Professor Jakson Ney, este, com sua grande sabedoria foi fundamental para o resultado obtido.

Por Ricardo Rebouças.
Professor Coordenador

Fonnte: http://escolaprofgabriel.blogspot.com.br/

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More